Intestino preso? Cuidado!


 

Muitas pessoas não sabem, mas prisão de ventre é uma disfunção muito mais séria do que se pensava.

Novos estudos revelam que quando os intestinos não funcionam bem, ou seja, diariamente, e até mais de uma vez ao dia, pode ocorrer acúmulo de fezes nas paredes do intestino, pois a mucosa intestinal é cheia de dobras, com função de absorver nutrientes, mas nesses casos acabam absorvendo uma grande quantidade de resíduos, que com o tempo inflamam os intestinos podendo gerar sérias doenças como pólipos e até câncer.

Essas fezes quando não eliminadas, fermentam, entram em estado de putrefação ocasionando um ambiente intestinal ideal para a proliferação de bactérias nocivas no intestino.

As bactérias eliminam toxinas que penetram no sangue, intoxicando o organismo podendo causar doenças e sintomas importantes como: Depressão, enxaqueca, ansiedade, irritabilidade, espinhas e problemas de pele, oleosidade, insônia, obesidade e tensão pré-menstrual, e várias outras.

- Curiosidade: O termo “enfezado”, ou cheio de fezes, é um antigo adjetivo popular que se refere com situações de raiva, fúria e nervosismo, isso mesmo, os antigos já percebiam que quando pessoas ficavam dias sem defecar seu estado de humor mudavam muito e as pessoas ficavam muito irritadas, principalmente em mulheres, daí o termo enfezado.

- O que fazer: O tratamento da prisão de ventre é multifatorial, pois são necessárias várias medidas terapêuticas, mudanças de hábitos de vida e alimentares para que o intestino volte a funcionar com regularidade.

- Quantas vezes ao dia devemos ir ao banheiro?
R: O intestino deve funcionar pelo menos uma vês ao dia, o ideal é que fosse sempre depois das grandes refeições, pois ocorre neste período o reflexo gastrocólico, um estímulo natural do corpo de eliminação das fezes.

- Quais as causas da prisão de ventre?
R: A Alimentação, o sedentarismo, medicamentos (antidepressivos, ansiolíticos, etc.) e o estresse são as grandes causadoras desse grande mal que é a prisão de ventre.

- Novidade no tratamento: Além das mudanças de hábitos de vida, a Acupuntura é uma grande aliada para os intestinos preguiçosos, aqueles com movimentos intestinais (peristaltismo) lentos, além de ajudar no equilíbrio geral do organismo, e diminuir o estresse e a ansiedade.

Fonte: http://acupunturamoderna.blogspot.com.br/2010/08/intestino-preso-cuidado-ele-pode-estar.html

 

Veja também:
Acupuntura como tratamento para problemas emocionais
10 alimentos que fazem bem para a saúde
O que é a medicina preventiva?
Acupuntura para diminuir a ansiedade
Tratar a obesidade através da prática ortomolecular